Programação Normal
PlayList
 
 
 
 
 
« Voltar



Na última quinta-feira, 14, o ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis, concedeu uma entrevista na Rádio Aparecida FM. Na oportunidade, o político lembrou alguns feitos da sua gestão e acabou insinuando que os Agentes Comunitários de Saúde e de combate as endemias (ACS) do município atualmente recebem salários sem trabalhar.

“O agente de saúde tem o dever mensal de visitar as casas. Eu criei o Agente de Saúde de Lagarto para fazer isto. Eu não implantei, na época, o Agente de Saúde aqui para o Agente de Saúde apenas receber o dinheiro e tchau”, disse o ex-prefeito na Aparecida FM, sem citar que o Programa dos ACS fora uma iniciativa do Governo Federal.


Mesmo assim, após as declarações, o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às endemias dos Municípios de Lagarto, Simão Dias e Riachão do Dantas (SINDIACSE) emitiu uma nota em afirmando que o ex-prefeito desconhece as atribuições dos ACS’s e que confunde atenção básica em Saúde com Assistência Social.


Por isso, o sindicato repudiou as declarações de Reis e exigiu respeito. “Em meio à pandemia, o Agente Comunitário de Saúde tem desenvolvido um relevante trabalho informativo e de monitoramento de agravos em saúde, dentre outras atribuições e dentro das limitações que a atual situação nos impõe. Dizer que o ACS “só ganha o dinheiro e tchau” é no mínimo desrespeitoso e ofensivo aos profissionais que, junto com outros da área da saúde, nesse momento de crise sanitária, estão na linha de frente no combate à COVID-19. Exigimos respeito!”, encerra.


Confira nota de repúdio na íntegra


“O SINDIACSE vem por meio desta repudiar com veemência as colocações do ex-prefeito de Lagarto, o Sr. Jerônimo Reis, feitas em um programa de rádio, numa tentativa de diminuir a importância do trabalho desenvolvido pelos ACS’s, que desde da criação do seu programa vem contribuindo sobremaneira para a melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) brasileiro e no combate à mortalidade infantil.


O ex prefeito mostrou que desconhece as atribuições dos ACS’s, pois ao dizer que em meio à pandemia “o Agente Comunitário de Saúde tem que está na rua, fazendo o levantamento das famílias de baixa renda” o ex prefeito confunde atenção básica em saúde com assistência social, pois cabe a assistência social fazer esse levantamento e ,como uma extensão do poder público, minimizar a vulnerabilidade socioeconômina dos cidadãos.


O ACS,como categoria, resultou da criação do Programa dos Agentes Comunitários de Saúde em 1991, como parte do processo de construção do Sistema Único de Saúde, estabelecida por norma constitucional em 1988, ou seja, não foi uma “criação” de nenhum gestor do município de Lagarto.



Em meio à pandemia o Agente Comunitário de Saúde tem desenvolvido um relevante trabalho informativo e de monitoramento de agravos em saúde, dentre outras atribuições e dentro das limitações que a atual situação nos impõe. Dizer que o ACS “só ganha o dinheiro e tchau” é no mínimo desrespeitoso e ofensivo aos profissionais que, junto com outros da área da saúde, nesse momento de crise sanitária, então da linha de frente no combate à COVID-19. Exigimos respeito!


SINDIACSE- Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às endemias dos Municípios de Lagarto, Simão Dias e Riachão do Dantas.”
Lagartense.com 

 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
      
 
01   LIBERDADE PROVISóRIA
Henrique & Juliano
02   GRAVETO (AO VIVO)
Marília Mendonça
03   A GENTE FEZ AMOR (AO VIVO)
Gusttavo Lima
04   CHEIROSA (AO VIVO)
Jorge & Mateus
05   TUDO OK
Thiaguinho MT, Mila & JS o Mão de Ouro
06   SOME QUE ELE VEM ATRáS
Anitta & Marília Mendonça
07   BEBI MINHA BICICLETA
Zé Neto & Cristiano
08   CONTATINHO
Léo Santana & Anitta
09   VOU TER QUE SUPERAR
Matheus & Kauan
10   AMORECO
Simone & Simaria
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
publicidade lateral