1
2
3
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
 
 
 
« Voltar



O cantor, compositor e ator carioca Guilherme Lamounier (25 de novembro de 1950 – 7 de agosto de 2018) sai de cena, a três meses de completar 68 anos, sem nunca ter tido como intérprete uma projeção grande como o sucesso de duas músicas que compôs e que conquistaram o Brasil na voz do cantor paulista Fábio Jr.
Enrosca (1977) e Seu melhor amigo (1978) – lançadas na voz do autor, mas popularizadas por Fábio em gravações de 1982 e 1981, respectivamente – são as músicas mais conhecidas que Lamounier deixou para a posteridade ao morrer na noite de ontem, na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ), vítima de infecção generalizada.
Lamounier lançou três álbuns ao longo dos anos 1970, década em que tentou uma carreira de cantor que ganhou sobrevida nos anos 1980 com a edição, sem repercussão, de compacto em 1982. Todos os três álbuns foram batizados com o nome do artista.O primeiro álbum, Guilherme Lamounier (Odeon, 1970), foi influenciado pela black music norte-americana que então começava a ecoar com força no Brasil de 1970. O segundo, Guilherme Lamounier (Continental, 1973), destacou a música Será que eu pus um grilo na sua cabeça? – parceria do compositor com Tibério Gaspar (1943 – 2017) que conquistou adeptos, sendo regravada pelo grupo carioca Kid Abelha em 2005 no álbum Pega vida. Já o terceiro, Guilherme Lamounier (Som Livre, 1978), foi um disco mais roqueiro, produzido por Guto Graça Mello e relançado em CD em 2017 pelo selo Discobertas.
Embora não faça parte de nenhum dos três álbuns do artista, Enrosca – música que teve o público renovado a ser regravada em 2000 pela dupla Sandy & Junior – é a composição mais popular de Lamounier, compositor que, ao sair de cena, lega dois sucessos imortalizados por Fábio Jr. em obra construída basicamente na década de 1970. Com informações G1.

 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!