1
2
3
 
 
 
Circuito Sertanejo
Início: 05:00 - Término: 08:00
Com: Pedro Cardoso
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
Nenhum recado encontrado!

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
 
« Voltar

ESTADO

Para chamar atenção para os dados e prevenção dos acidentes trabalhistas, uma série de atividades com debates, palestras, cursos e mobilizações sociais serão realizadas pelo governo do estado no mês de conscientização, o "Abril Verde".

Um levantamento feito pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT) estima que, no Espírito Santo, aconteça um acidente trabalhista a cada 50 minutos e uma morte a cada seis dias. No último dado disponível, de 2017, foram contabilizados 10.422 acidentes e 54 mortes no trabalho.

“A prevenção é o foco da campanha desse ano. Os empregadores deve mapear os riscos e informar para o trabalhador os riscos que estão expostos. Isso tem que ser informado e o trabalhador tem que estar atento para cumprir”.

Neste ano, o tema do Abril Verde é “Trabalho Seguro” e a previsão é de que a campanha alcance os 78 municípios do estado com estratégias para prevenir a ocorrência de acidentes e doenças relacionados ao trabalho. A chefe do Núcleo Especial de Vigilância à Saúde do Trabalhador, Liliane Graça Santana, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), explica que existe uma subnotificação nos casos de acidente e óbitos trabalhistas.“As pessoas que não são seguradas da previdência não estão na estatística. E nós estamos fazendo uma força-tarefa para identificar esses casos”, explicou Liliane.Segundo ela, o custo de um acidente de trabalho é alto e eles podem ser evitados com prevenção.

Dados

Em 2017, foram contabilizados pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho 10.422 acidentes de trabalho e 54 óbitos no Espírito Santo. Ao todo, 2.826 trabalhadores ficaram afastados por auxílios-doença decorrentes de acidentes.

No ano seguinte, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa-ES), por meio do núcleo especial de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Nevisat), iniciou o monitoramento e investigação de óbitos, incluindo os trabalhadores formais não segurados pela Previdência Social e os informais.

No período, foram registrados 98 óbitos, 99% deles de trabalhadores do sexo masculino. Além disso, 22,5% desses óbitos foram de trabalhadores autônomos. A maioria deles trabalhavam de forma independente ou prestavam serviços para pessoas físicas, eles desempenhavam funções como motoristas de caminhão e pedreiros.

Internações

No Hospital Estadual de Urgência e Emergência (Heue), em Vitória, o setor de Serviço Social registrou 202 pacientes atendidos vítimas de acidente de trabalho ou de percurso em 2018. No ano anterior foram 130.

No Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves (HEDJSN), na Serra, foram 378 atendidos em 2018. Já no ano de 2017, foram 385. Os casos mais comuns registrados pela equipe do hospital foram dor lombar, ferimento e trauma em membros (principalmente braços), queda, corte e perfuração.

Por G1 ES

 
Peça sua música! Clique aqui.
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   QUEM ME DERA
MÁRCIA FELIPE & JERRY SMITH
02   TRINCADINHO
Jorge & Mateus
03   COLADINHA EM MIM
GUSTAVO MIOTO & ANITTA
04   SOFAZINHO
Luan Santana & JORGE E MATEUS
05   CORAÇÃO INFECTADO
Maiara e Maraisa
06   CIUMEIRA
Marília Mendonça
07   MEDICINA
Anitta
08   AO VIVO E A CORES
Matheus & Kauan
09   O BEBÊ
KEVINHO & MC KEKEL
10   SORTUDO
Wesley Safadão
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!