1
2
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
Que bom ouvir a Rádio Tropical aqui tbm, essa rádio faz parte da minha vida! Todas as musicas que eu peço vcs tocam. Obg. Bjuu...
Fernanda - Rio Verde/GO
06/05/2019 - 16:13
-----------------------

Essa é a melhor Rádio da região, as musicas estão 100% melhores. A rádio do meu coração, que saudade de Porangatu!!...
Isabela - Brasília/Distrito Federal
30/01/2019 - 19:22
-----------------------

boa noite sou de Rio Verde Go gostaria muito da ajuda de vcs para reencontrar uma pessoa muito importante para mim que mora em Porangatu ela foi separada da família dela e consegui encontrar a família dela é ela voltou para Porangatu e depois perdi o contato com eles nome dela e Maria de Lourdes Lopes tem um filho hoje com média de 25 anos pelo nome de José Henrique ela era de Maurilandia Go A mãe da Maria de Lourdes se chama Sabina, tem um irmão pelo nome de Rui e outro pelo nome de Joã...
Edna Ribeiro - Rio verde/Go
09/12/2018 - 13:19
-----------------------

Rai Bom dia aqui de Goiânia ouvindo a tropical .matando saudade através de vocês. Rai admiro seu trabalho desde quando fazíamos o colegial. Parabéns.sucesso amigo. abracos pro Marcílio e toda equipe....
Andrea Cristina - Goiania/Goias
20/11/2018 - 7:50
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

Juiz determina que os militares cumpram penas entre 7 e 8 anos em regime fechado e percam seus cargos

Por Rodrigo Gonçalves e Ramon Lacerda, G1 GO e TV Anhanguera




 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
00:00/02:58
 
 
 
 

Justiça condena PMs por torturar homem para que ele confessasse estupro que não cometeu

Dez policiais militares de Goiás foram condenados à prisão pela Justiça Federal pelo crime de tortura cometido contra um pedreiro em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a denúncia, a vítima foi presa e obrigada, com sessões de afogamento e choques elétricos, a confessar dois estupros que não cometeu.

Na sentença desta quarta-feira (16), o juiz federal Leão Aparecido Alves fixou penas aos policiais que variam de 7 a 8 anos de prisão. É estipulada também a perda dos cargos.

 

"Fixo o regime fechado para o início do cumprimento das penas privativas de liberdade aplicadas aos acusados", determinou o juiz, que dá a eles o direito de recorrer da decisão em liberdade.

 

G1 solicitou à PM um posicionamento sobre a decisão e aguarda o retorno. Já a Secretaria de Segurança Pública informou “que não cabe à secretaria comentar a decisão judicial”.

 

Veja quem são os condenados:

 

 

  • Anésio Barbosa da Cruz Júnior pela prática do crime de tortura, na modalidade qualificada, a 96 meses de reclusão;
  • Aroldo Rodrigues de Andrade pela prática do crime de tortura, na modalidade qualificada, a 94 meses de reclusão;
  • Divino Carlos de Paulo pela prática do crime de tortura, na modalidade qualificada, a 93 meses de reclusão;
  • Valtencir Borges Taquary e Itamar Xavier de Souza pela prática do crime de tortura, na modalidade qualificada, a 92 meses de reclusão;
  • Agnaldo Divino de Arruda e Cleuber Marques de Oliveira pela prática do crime de tortura, na modalidade qualificada, a 90 meses de reclusão;
  • Marcioni Cavalcanti Urzêda, Alan Marcelino da Silva e Hildeil Borges Ribeiro da Silva pela prática do crime de tortura, a 85 meses de reclusão.

 

A defesa de Aroldo, Alan e Hildeil disse que "vai apelar da sentença por considerar ela injusta, proferida por autoridade incompetentemente". A nota informa que durante a instrução foi cerceado o direito de defesa.

Já a advogada Rosângela Magalhães, que cuida da defesa do coronel Anésio, considerou a sentença absurda. Segundo ela, a competência para julgar o caso é da Justiça Militar e que vai recorrer ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF)

Já a defesa dos condenados Itamar, Cleuber, Valtencir, Marcione e Agnaldo, falou que o “processo se trata de um feito complexo, tanto que a sentença publicada possui 280 laudas. A decisão será analisada e nos próximos dias será apresentado o recurso processual cabível”.

G1 não conseguiu localizar a defesas de Divino Carlos de Paulo.

Na decisão desta quarta-feira, a perda dos cargos é determinada inclusive para "aqueles que se “encontram na reserva remunerada: Valtencir, Aroldo e Carlos".

 

“Decreto a interdição para o exercício de cargo público por parte dos réus pelo dobro do prazo da pena aplicada”, relatou o juiz.

 

 
MPF apresentou denúncia contra policiais militares acusados de tortura em Goiás — Foto: Reprodução/TV GloboMPF apresentou denúncia contra policiais militares acusados de tortura em Goiás — Foto: Reprodução/TV Globo

MPF apresentou denúncia contra policiais militares acusados de tortura em Goiás — Foto: Reprodução/TV Globo

 

Tortura

 

Conforme denúncia do MPF, dez PMs submeteram o preso a agressões físicas e psicológicas, além de ameaças, durante três horas. A acusação detalha que a vítima foi sequestrada e algemada. Segundo o documento, o rapaz foi afogado, levou socos e foi ameaçado. Dias depois, ele foi considerado inocente e, ao ser solto, denunciou os PMs. Desde então, ele teve que se manter escondido.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 2015, determinou que o crime fosse julgado na esfera federal. Justificando a mudança, ministro do órgão, Jorge Mussi afirmou que a conduta dos policiais não foi devidamente apurada.

"Diante desse grave cenário, cabia ao Estado de Goiás, através de suas autoridades, investigar e punir os agentes estatais envolvidos, mas a incapacidade aliada à omissão e à inércia, legitimaram a violência policial. [...] e nessa latente ineficácia tornava imperativa a transferência para esfera federal do inquérito e dos demais procedimentos que apuram a prática da tortura", escreveu.

Em maio de 2017, a Justiça Federal acatou a denúncia do MPF feita no mesmo ano. As audiências de instrução do caso começaram em março de 2018.

Com a decisão do juiz federal Leão Aparecido Alves, é estipulada o pagamento de reparação por dano moral à vítima.

 

“Fixo o valor mínimo para a reparação por dano moral à vítima no montante individual de 5 vezes o valor dos rendimentos brutos de cada um dos acusados no mês anterior ao da assinatura desta Sentença (setembro de 2019)”, consta na sentença.

 

 
Denúncia do MPF afirma que jovem foi torturado por policiais militares Goiás — Foto: Reprodução/ TV GloboDenúncia do MPF afirma que jovem foi torturado por policiais militares Goiás — Foto: Reprodução/ TV Globo

Denúncia do MPF afirma que jovem foi torturado por policiais militares Goiás — Foto: Reprodução/ TV Globo

https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2019/10/17/justica-federal-condena-dez-pms-de-goias-por-torturar-pedreiro-com-choque-e-afogamento.ghtml

 
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
01   CEM MIL
Gusttavo Lima
02   IGUAL ELA, Só UMAL
Wesley Safadão
03   SURTO DE AMOR
Bruno e Marrone part Jorge e Mateus
04   RAPARIGA DIGITAL
Naiara Azevedo
05   TODO MUNDO VAI SOFRER
Marília Mendonça
06   ESTADO DECADENTE
Zé Neto e Cristiano
07   VOU TER QUE SUPERAR
Matheus e Kauan part Marília Mendonça
08   APERTE O PLAY
Simone e Simaria
09   CASAVA DE NOVO
Daniel
10   CIDADE VIZINHA
Henrique e Juliano
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!