1
2
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
Que bom ouvir a Rádio Tropical aqui tbm, essa rádio faz parte da minha vida! Todas as musicas que eu peço vcs tocam. Obg. Bjuu...
Fernanda - Rio Verde/GO
06/05/2019 - 16:13
-----------------------

Essa é a melhor Rádio da região, as musicas estão 100% melhores. A rádio do meu coração, que saudade de Porangatu!!...
Isabela - Brasília/Distrito Federal
30/01/2019 - 19:22
-----------------------

boa noite sou de Rio Verde Go gostaria muito da ajuda de vcs para reencontrar uma pessoa muito importante para mim que mora em Porangatu ela foi separada da família dela e consegui encontrar a família dela é ela voltou para Porangatu e depois perdi o contato com eles nome dela e Maria de Lourdes Lopes tem um filho hoje com média de 25 anos pelo nome de José Henrique ela era de Maurilandia Go A mãe da Maria de Lourdes se chama Sabina, tem um irmão pelo nome de Rui e outro pelo nome de Joã...
Edna Ribeiro - Rio verde/Go
09/12/2018 - 13:19
-----------------------

Rai Bom dia aqui de Goiânia ouvindo a tropical .matando saudade através de vocês. Rai admiro seu trabalho desde quando fazíamos o colegial. Parabéns.sucesso amigo. abracos pro Marcílio e toda equipe....
Andrea Cristina - Goiania/Goias
20/11/2018 - 7:50
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

Major da Polícia Militar que é suspeito do crime está preso em Goiânia.

Por Gabriel Garcia e Vanessa Martins, TV Anhanguera e G1 GO


A tia das meninas de 11 e 12 anos que foram vítimas de estupro em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, disse que as sobrinhas estão traumatizadas com tudo o que aconteceu. Segundo ela, mesmo com acompanhamento psicológico, elas têm pesadelos constantes com o dia do crime e não conseguem mais voltar para a casa onde moravam com a avó.

“Elas e minha mãe estão ficando aqui na minha casa por enquanto. Não conseguem voltar para lá. [...] Elas já foram chamadas mais de seis vezes para depor, está sendo exaustivo para elas, mas fazemos o possível para que ele [o autor do crime] não saia impune”, afirmou.

O major da Polícia Militar Cristiano Silva de Macena está preso em Goiânia suspeito de ter sequestrado as meninas e abusado sexualmente delas.

O advogado que o acompanhava informou ao G1, por mensagem, que não representa mais o PM, mas não soube informar quem assumiu a defesa.

A reportagem tenta descobrir quem é o novo defensor dele para pedir um posicionamento sobre o caso.

De acordo com a tia das meninas, a situação abalou toda a família e as meninas ainda não conseguiram voltar a uma rotina normal. “Elas não entendem como uma pessoa que era para nos proteger, um policial, faz uma atrocidade dessas”, completou.

 
Major da Polícia Militar Cristiano Silva de Macena — Foto: Reprodução/TV AnhangueraMajor da Polícia Militar Cristiano Silva de Macena — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Major da Polícia Militar Cristiano Silva de Macena — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Investigações

 

A Polícia Civil está ouvindo pessoas envolvidas para concluir o inquérito. Segundo a corporação, o suspeito foi inquirido, mas preferiu ficar em silêncio.

As investigações identificaram o PM por meio do carro – uma caminhonete que as meninas descreveram foi gravada passando em alta velocidade por um quebra-molas, o que constava no depoimento das vítimas, já que elas se lembraram de terem batido a cabeça no teto do veículo neste momento.

A prisão do major ocorreu na tarde de quarta-feira (23). Segundo a Polícia Civil, ele foi interrogado, mas decidiu permanecer em silêncio.

 
Delegacia de Rio Verde, Goiás — Foto: Ana Paula Azevedo/TV AnhangueraDelegacia de Rio Verde, Goiás — Foto: Ana Paula Azevedo/TV Anhanguera

Delegacia de Rio Verde, Goiás — Foto: Ana Paula Azevedo/TV Anhanguera

A tia das vítimas disse que tem, com as sobrinhas e a mãe, feito de tudo para atender às demandas da investigação e garantir que o culpado seja punido.

“A gente vai lutar até o fim por justiça. Há suspeitas de que ele já cometeu outros crimes, eles só mudam de cidade e continuam. Quando as meninas estiverem mais estáveis, voltando à rotina, pensamos em entrar com uma ação”, disse.

O delegado regional Carlos Roberto Batista disse que as investigações continuam. Foram feitas perícias no carro do policial e em uma casa onde ele morou para saber se há vestígios de que as meninas estiveram nesses locais. Os resultados não estavam prontos até o início da tarde desta segunda-feira (28).

Além disso, a Polícia Civil procura saber se o major já teria cometido outros crimes similares no passado. A corporação informou que ainda não há evidências de que isso tenha ocorrido, mas contou que a linha 62 9 9862-9506 está aberta para denúncias, caso alguém tenha alguma informação relevante e que possa contribuir com as investigações.

 
Mulher que ajudou meninas estupradas em Rio Verde se revolta com o caso — Foto: Reprodução/TV AnhangueraMulher que ajudou meninas estupradas em Rio Verde se revolta com o caso — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Mulher que ajudou meninas estupradas em Rio Verde se revolta com o caso — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Dia do crime

 

Uma vizinha das vítimas disse que as garotas foram achadas assustadas, descalças e com fitas adesivas no corpo usadas para amarrá-las. A mulher relatou que, na madrugada de terça-feira (22), foi acordada pela avó das crianças, que estava desesperada depois de ter conseguido se desamarrar de casa e correr para pedir ajuda.

 

“Tiraram as crianças de dentro do quarto, de frente ao quarto dela [avó]. Ela estava toda amarrada. Ela conseguiu se soltar e procurar por socorro”, contou a moradora.

 

Segundo a Polícia Civil, as meninas foram levadas a um local ainda não identificado, abusadas e depois abandonadas em frente a uma escola. A moradora que as encontrou primeiro contou que elas começaram a andar sozinhas na rua atrás de ajuda.

“Elas viram a polícia e saíram correndo atrás da viatura da polícia. E logo em seguida foram encontradas. Elas estavam descalças. Ainda com as fitas”, comentou a mulher, que ajudou as meninas.

 

Investigado

 

Macena foi exonerado do cargo de comandante da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Rio Verde. A informação foi divulgada pelo Comando Geral da Polícia Militar.

Nesta sexta-feira (25), o juiz plantonista Rodrigo de Melo Bruscolin, decidiu em audiência de custódia, manter a prisão do major preventivamente.

 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
01   CEM MIL
Gusttavo Lima
02   IGUAL ELA, Só UMAL
Wesley Safadão
03   SURTO DE AMOR
Bruno e Marrone part Jorge e Mateus
04   RAPARIGA DIGITAL
Naiara Azevedo
05   TODO MUNDO VAI SOFRER
Marília Mendonça
06   ESTADO DECADENTE
Zé Neto e Cristiano
07   VOU TER QUE SUPERAR
Matheus e Kauan part Marília Mendonça
08   APERTE O PLAY
Simone e Simaria
09   CASAVA DE NOVO
Daniel
10   CIDADE VIZINHA
Henrique e Juliano
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!