1
2
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
Que bom ouvir a Rádio Tropical aqui tbm, essa rádio faz parte da minha vida! Todas as musicas que eu peço vcs tocam. Obg. Bjuu...
Fernanda - Rio Verde/GO
06/05/2019 - 16:13
-----------------------

Essa é a melhor Rádio da região, as musicas estão 100% melhores. A rádio do meu coração, que saudade de Porangatu!!...
Isabela - Brasília/Distrito Federal
30/01/2019 - 19:22
-----------------------

boa noite sou de Rio Verde Go gostaria muito da ajuda de vcs para reencontrar uma pessoa muito importante para mim que mora em Porangatu ela foi separada da família dela e consegui encontrar a família dela é ela voltou para Porangatu e depois perdi o contato com eles nome dela e Maria de Lourdes Lopes tem um filho hoje com média de 25 anos pelo nome de José Henrique ela era de Maurilandia Go A mãe da Maria de Lourdes se chama Sabina, tem um irmão pelo nome de Rui e outro pelo nome de Joã...
Edna Ribeiro - Rio verde/Go
09/12/2018 - 13:19
-----------------------

Rai Bom dia aqui de Goiânia ouvindo a tropical .matando saudade através de vocês. Rai admiro seu trabalho desde quando fazíamos o colegial. Parabéns.sucesso amigo. abracos pro Marcílio e toda equipe....
Andrea Cristina - Goiania/Goias
20/11/2018 - 7:50
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

O Crime, no entanto, foi cometido pelo irmão dele, que fez uso indevido dos dados pessoais do condenado


Do Mais Goiás 

Jessica Santos

 


Duas advogadas goianas pedem a soltura de um homem condenado pela Justiça de Goiás e preso no lugar do irmão no Tocantins. Marcos Antônio foi detido nesta segunda-feira (2) ao ser parado em uma blitz em razão de um mandado de prisão em seu desfavor por roubo qualificado praticado em 2016. O crime, de acordo com advogadas, foi cometido por André Luiz, irmão dele, que teria utilizado indevidamente os dados pessoais do Marcos. Processo criminal e condenação, segundo expõe a defesa, foram registrados “no nome do homem inocente, que não possui nenhuma ligação com o delito”. 

    A confusão, conforme relata a defesa, teve início no ano de 2016, quando André Luiz roubou um veículo em Goiânia e em seguida foi preso em flagrante no Setor Jardim Colorado. À época, ele foi detido e informou dados pessoais do irmão Marcos Antônio (veja documento abaixo). O registro do processo criminal, então, foi feito no nome do homem que não havia cometido o delito. Ele, segundo as advogadas, sequer estava na capital no momento do crime, já que mora em Gurupi (TO).

Mais Goiás teve acesso a dados do Sistema Prisional de Goiás que mostram a foto de André Luiz em dois registros: um no próprio nome e outro no nome do irmão Marcos Antônio. Ambos registros foram feitos pelo crime de roubo em 2016 e 2017 (veja foto abaixo).

 

André Luiz usou nome do irmão durante prisão (Foto: divulgação)

Em 2017, a Justiça de Goiás proferiu sentença e condenou Marcos Antônio a 5 anos e 4 meses de prisão. Neste momento, André Luiz já estava em liberdade provisória. As advogadas Crislayne Fernandes e Fabiana Adalgisa contam que, como o condenado não recorreu da sentença e não iniciou o cumprimento da pena, foi expedido um mandado de prisão em desfavor de Marcos.

O fato só foi descoberto por Marcos Antônio no final da noite desta segunda-feira (2), quando foi parado em uma blitz no Tocantins e recebeu voz de prisão. O homem, mesmo inocente, foi encaminhado para o presídio de Guaraí (TO).

Habeas Corpus

Crislayne explica que a defesa protocolou, nesta quarta-feira (4), pedido de habeas corpus para conseguir a soltura de Marcos Antônio. A defesa aguarda o julgamento da solicitação.

No relatório preliminar de verificação de identidade, o papiloscopista responsável pelo documento afirma que os dados informados em nome de Marcos Antônio não foram encontrados no sistema de buscas por nomes e digitais do Instituto de Identificação de Goiás. Segundo o perito, tal fato “impossibilitou a confirmação da identidade civil”. Para a advogada, houve erro do Poder Judiciário.

“No documento da Polícia Técnico-Científica (PTC) consta que não foi possível identificar o preso como sendo a pessoa dos dados pessoais informados. Eles poderiam ter colhido as digitais do real infrator para averiguação, já que este já possuía registro por outros crimes cometidos. Mesmo sem essa comprovação, o homem inocente foi processado e condenado. O Poder Judiciário não instruiu o processo de forma correta antes de dar a decisão. Não houve averiguação devida”, ressaltou.

Relatório De Verificação de Identidade, que compõe processo contra Marcos (Divulgação/Defesa)

Ainda conforme a defesa, o real autor do roubo também está preso. André Luiz está recluso na penitenciária de Palmas, também no Tocantins, em decorrência de delitos distintos.

 

A redação entrou em contato com o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) e aguarda posicionamento sobre o caso.

 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
01   CEM MIL
Gusttavo Lima
02   IGUAL ELA, Só UMAL
Wesley Safadão
03   SURTO DE AMOR
Bruno e Marrone part Jorge e Mateus
04   RAPARIGA DIGITAL
Naiara Azevedo
05   TODO MUNDO VAI SOFRER
Marília Mendonça
06   ESTADO DECADENTE
Zé Neto e Cristiano
07   VOU TER QUE SUPERAR
Matheus e Kauan part Marília Mendonça
08   APERTE O PLAY
Simone e Simaria
09   CASAVA DE NOVO
Daniel
10   CIDADE VIZINHA
Henrique e Juliano
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!