1
2
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
Que bom ouvir a Rádio Tropical aqui tbm, essa rádio faz parte da minha vida! Todas as musicas que eu peço vcs tocam. Obg. Bjuu...
Fernanda - Rio Verde/GO
06/05/2019 - 16:13
-----------------------

Essa é a melhor Rádio da região, as musicas estão 100% melhores. A rádio do meu coração, que saudade de Porangatu!!...
Isabela - Brasília/Distrito Federal
30/01/2019 - 19:22
-----------------------

boa noite sou de Rio Verde Go gostaria muito da ajuda de vcs para reencontrar uma pessoa muito importante para mim que mora em Porangatu ela foi separada da família dela e consegui encontrar a família dela é ela voltou para Porangatu e depois perdi o contato com eles nome dela e Maria de Lourdes Lopes tem um filho hoje com média de 25 anos pelo nome de José Henrique ela era de Maurilandia Go A mãe da Maria de Lourdes se chama Sabina, tem um irmão pelo nome de Rui e outro pelo nome de Joã...
Edna Ribeiro - Rio verde/Go
09/12/2018 - 13:19
-----------------------

Rai Bom dia aqui de Goiânia ouvindo a tropical .matando saudade através de vocês. Rai admiro seu trabalho desde quando fazíamos o colegial. Parabéns.sucesso amigo. abracos pro Marcílio e toda equipe....
Andrea Cristina - Goiania/Goias
20/11/2018 - 7:50
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

Ministro do STF Alexandre de Moraes mandou instaurar investigação após atos contra o próprio Supremo

Por G1

 



O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu em em 21 de abril, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, um inquérito para apurar a organização de atos contra a democracia no país. Em 16 de junho, a PF foi às ruas para cumprir 21 mandados de busca e apreensão em 5 estados e no Distrito Federal. Dentre os alvos, estavam um empresário e um publicitário ligados ao partido que o presidente Jair Bolsonaro quer criar. Um deputado apoiador do presidente também foi alvo da operação.

No dia anterior, em 15 de junho, como parte da investigação, a extremista Sara Giromini, que adotou o pseudônimo Sara Winter e é chefe do grupo 300 do Brasil, de apoio a Jair Bolsonaro, foi presa junto de outras 5 pessoas.

 

O que motivou a abertura do inquérito

 

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu a abertura da investigação após atos realizados em 19 de abril em todo o país. Os protestos tinham entre os manifestantes defensores do fechamento do Congresso, do STF e da reedição do AI-5, o ato institucional que endureceu o regime militar.

O caso tem deputados federais entre os alvos, o que justifica a competência do STF para a apuração. O próprio presidente Jair Bolsonaro discursou em um dos protestos, em frente ao Quartel-General do Exército, em Brasília. Bolsonaro, no entanto, não está entre os alvos definidos pela PGR.

 

Esta investigação é diferente do que ficou conhecido como "inquérito das fake news", que apura "notícias fraudulentas", ofensas e ameaças que "atingem a honorabilidade e a segurança" do STF, de seus membros e de familiares.

 

Investigação busca quem financia protestos

 

Ao determinar a abertura do inquérito sobre os atos antidemocráticos, o ministro Alexandre de Moraes informou ser “imprescindível a verificação da existência de organizações e esquemas de financiamento de manifestações contra a Democracia". Ele também citou entre as ilegalidades investigadas a "divulgação em massa de mensagens atentatórias ao regime republicano, bem como as suas formas de gerenciamento, liderança, organização e propagação".

 

Mandados de busca e apreensão

 

Um dia após a prisão de Sara Giromini e mais 5 pessoas por suspeita de captação de recursos para realizar atos antidemocráticos e de crimes contra a Lei de Segurança Nacional, a Polícia Federal deflagrou operação para cumprir 21 mandados de busca e apreensão.

Os mandados foram cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Santa Catarina e Distrito Federal. Dentre os alvos, estavam o publicitário Sérgio Lima e o empresário Luís Felipe Belmonte. Os dois são ligados ao Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro pretende criar.

Também foram alvos o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), aliado do presidente Jair Bolsonaro, e Allan Santos, dono do canal Terça Livre na internet, também apoiador do presidente.

 

Captação de recursos para atos

 

Em 15 de junho, quando Sara Giromini e outras 5 pessoas foram presas, a investigação os apontava como suspeitos de organizar e captar recursos para atos antidemocráticos e de crimes contra a Lei de Segurança Nacional. Todos são integrantes do grupo 300 do Brasil.

 

O que é o grupo 300 do Brasil

 

Acampamento de apoiadores de Jair Bolsonaro em Brasília, em foto de maio de 2020 — Foto: Afonso Ferreira/G1

Acampamento de apoiadores de Jair Bolsonaro em Brasília, em foto de maio de 2020 — Foto: Afonso Ferreira/G1

 

O 300 do Brasil é uma organização formada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que estava entre os que realizaram protestos de cunho antidemocrático nos últimos meses no país. O grupo chegou a formar um acampamento na Esplanada dos Ministérios, que foi desfeito em ação do governo do Distrito Federal. Policiais militares chegaram a usar spray de pimenta para retirar os manifestantes do local.

O Ministério Público do Distrito Federal havia solicitado que o acampamento fosse desmontando, alegando que o movimento se tratava de uma "milícia armada". A Procuradoria citou reportagem da BBC na qual Sara Giromini reconhece a existência de armas entre os participantes que estavam no local. Segundo a reportagem, Sara afirmara que o armamento se prestaria à “proteção dos próprios membros do acampamento”.

O MP apontou em ação civil pública ajuizada para desmobilizar o acampamento do 300 do Brasil que as mensagens postadas pelo grupo para a convocação de manifestações remetem à "inafastável conclusão de que se está diante de uma organização paramilitar, independente do nome que se lhe queira dar".

A Promotoria citou como exemplo as seguintes mensagens postadas pelo grupo em redes sociais: “Você não é mais um militante, você é um militar...”; “Traga o que você levaria para uma guerra na selva. Te esperamos para a guerra!”; “Vista roupa adequada para um treinamento físico de combate!”. Também foi citada a confissão da existência de armas dentro do acampamento.

 

Manifestações antidemocráticas

 

Nos últimos meses, várias manifestações de cunho antidemocrático foram realizadas pelo país. Em 13 de junho, cerca de 30 apoiadores do presidente Bolsonaro lançaram fogos de artifícios contra o prédio do STF. Na ação, que durou menos de cinco minutos, foram feitos xingamentos contra ministros da Corte, inclusive o presidente Dias Toffoli. Em tom de ameaça, perguntavam se os ministros tinham entendido o recado e mandaram que eles se preparassem.

 

Em 31 de maio, manifestantes haviam feito atos segurando tochas e máscaras brancas, também em frente ao STF. Em redes sociais, internautas lembraram que tochas e máscaras são elementos marcantes em atos do grupo supremacista branco Ku Klux Klan, também conhecido como KKK, nos Estados Unidos.

Outros atos antidemocráticos que se espalharam pelo país ocorreram em diferentes fins de semana e incluíam carreatas e passeatas com faixas que continham frases contra o Supremo, o Congresso e em defesa de uma intervenção militar. O presidente Bolsonaro participou de alguns desses atos, contrariando, inclusive, as recomendações de autoridades internacionais de distanciamento social em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em 31 de maio, Bolsonaro sobrevoou de helicóptero uma manifestação em Brasília e acenou para os manifestantes. Em seguida, ele andou a cavalo entre os manifestantes, que defendiam o seu governo. Em 19 de abril, ele discursou em ato do mesmo tipo, também em Brasília, no Setor Militar Urbano.

 
 
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
01   A GENTE FEZ AMOR
Gustavo lima
02   LIBERDADE PROVISÓRIA
Henrique e Juliano
03   GRAVETO
Marília Mendonça
04   COM OU SEM MIM
Gustavo Mioto
05   AMORECO
Simone e Simaria
06   LITRÃO
Mateus e Kauan
07   CHEIROSA
Jorge e Mateus
08   AGUA COM AÇÚCAR
Luan Santana
09   BARZINHO ALEATÓRIO
Zé Neto e Cristiano
10   AÍ EU BEBO
Maiara e Maraisa
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!