1
2
3
4
5
6
7
 
 
 
MADRUGADA TROPICAL
Início: 00:00 - Término: 05:30
» Ver toda programação
 
Nenhum recado encontrado!

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
Instale grátis o RadiosNet e ouça nossa rádio  em seu celular ou tablet com Android ou no iPhone e iPads
 
 
« Voltar

Campeão na Rio 2016, paulista de 27 anos faz melhor marca da temporada e fica em terceiro lugar na final no Estádio Olímpico

 






A prova

 O brasileiro acertou a primeira marca, de 5,55m, logo na primeira tentativa. O sarrafo subiu para 5,70m e, no primeiro intento, Thiago resvalou levemente e o deixou cair. A falha foi redimida a seguir, quando ele passou com folga os 5,70m para iniciar uma nova série de três saltos.O desafio passou a ser a marca de 5,80m. Mas o brasileiro derrubou o sarrafo na primeira tentativa. Tal como um repeteco da primeira leva, passou na chance seguinte.

 A maré pareceu mudar a partir da altura seguinte, 5,87m. O campeão olímpico contou com um pouquinho de sorte ao bater levemente no sarrafo, mas passá-lo de primeira. Na queda, Thiago comemorou muito. E não era para menos, foi a sua melhor marca na temporada - até então, seu melhor havia sido 5,82m.


Pouco depois dele, o norte-americano Christopher Nilsen também ultrapassou 5,82m. Mas, como tinha menos erros anteriores, assumiu a liderança, com Thiago em segundo. Com o afunilamento da prova e um vento insistente no Estádio Olímpico, a disputa começou a ficar mais tensa.

Um a um, os rivais foram se despedindo. Primeiro, o grego Emmanouil Karalis. Depois, o americano Kc Lightfoot. Em seguida, o britânico Harry Coppel. Minutos mais tarde, o polonês Piotr Lisek.

Nesse meio tempo, Thiago fez sua primeira tentativa para 5,92m e errou. Logo em seguida, falhou na segunda. Mas, um instante depois, quando o francês Renaud Lavillenie, que defendia a prata olímpica do Rio e havia sido ouro em Londres 2012, errou a segunda tentativa dele para 5,92m o brasileiro assegurou mais um pódio olímpico em sua carreira.

O paulista, já com a medalha no peito, mas sem saber a cor, continuou na prova. Porém, errou a tentativa restante para 5,92m e se despediu com o bronze. Uma medalha que pareceu tão longe de seu alcance devido ao ciclo olímpico turbulento rumo a Tóquio.

texto: G1 Notícias



 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   CORAÇÃO CACHORRO
Avine Vinny, Matheus Fernandes
02   ARRANHÃO
Henrique e Juliano
03   REVOADA NO COLCHÃO
Zé Felipe, Marcynho Sensação
04   NOTA DE REPÚDIO
Gustavo Lima
05   ELA E ELA
Zé Neto e Cristiano
06   A QUEDA
Glória Groove
07   GALOPA
Pedro Sampaio
08   MEU PEDAÇO DE PECADO
João Gomes
09   A MAIOR SAUDADE
Henrique e Juliano
10   VOCÊ BEBERIA OU NÃO BEBERIA?
Zé Neto e Cristiano
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!