1
2
3
4
5
 
 
 
É De Casa
Início: 13:00 - Término: 15:00
» Ver toda programação
 
 
 
 
« Voltar



Está circulando uma mensagem pela internet de que um morcego infectado com raiva foi encontrado em Araucária neste mês. A notícia é confirmada pela Vigilância em Saúde, mas não é motivo para pânico, a circulação do vírus da raiva em morcegos é uma situação que pode ocorrer, de acordo com a bióloga Cheila Cristina Martins de Araújo, pois o animal é silvestre, circula na mata e na cidade. Este foi o primeiro caso confirmado este ano na cidade.

O incidente aconteceu na região central de Araucária e a Vigilância em Saúde reforça que o fato do morcego voar durante a noite é uma característica saudável do animal. Este mamífero quando infectado pode ter o comportamento alterado como voar de dia ou não conseguir voar e cair. Interessante ressaltar ainda que poucos morcegos estão infectados com a doença, mas necessário destacar que o vírus ainda existe e que animais silvestres não devem ser manipulados.

Se encontrar um morcego caído no chão, importante não tocá-lo e nem deixar que nenhum animal doméstico entre em contato com ele (cães e gatos). Uma dica é isolá-lo, colocar um balde ou bacia em cima e chamar o Centro de Controle de Zoonoses para buscá-lo e não matar o animal, já que é protegido por lei. Além disso, os morcegos têm grande importância no controle de insetos.

Outra providência essencial é manter anualmente cães e gatos vacinados contra raiva. A vacina é disponibilizada gratuitamente na sede do CCZ, basta agendar previamente a aplicação pelo telefone 3901-5286.

Qualquer acidente provocado por morcego é considerado grave. A raiva é uma doença grave que afeta o sistema nervoso central e pode levar à morte. Todos os mamíferos são suscetíveis ao vírus da raiva, sendo que a contaminação pode ocorrer por arranhões ou mordidas. Com informações Bem Paraná.

 

 
publicidade lateral
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral