1
2
3
4
5
6
 
 
 
Alvorada Sertaneja
Início: 05:00 - Término: 08:00
» Ver toda programação
 
 
publicidade lateral
 
 
« Voltar



Mais de 200 mil paranaenses correm o risco de ter o benefício previdenciário suspenso a partir desta quarta-feira, 28. O corte é adotado para os benefícios cujos titulares não fizeram o recadastramento anual no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), conhecido como “prova de vida”.
A comprovação deve ser feita com o documento de identidade no banco onde a pessoa recebe a aposentadoria, e não nas agências do INSS. O beneficiário que, por motivo de saúde, não pode ir até o banco, pode pedir que um representante legal, com procuração, faça a prova de vida.
Só em Curitiba, 33 mil pessoas precisam fazer essa comprovação. O procedimento deve ser feito sempre no mês de aniversário do pensionista ou aposentado. 
Segundo o INSS,  a exigência é necessária para evitar que outra pessoa receba o benefício no lugar do aposentado. Isso porque às vezes, o titular morre e o benefício continua a ser pago. O procedimento do ano passado deveria ter sido feito até o dia 31 de dezembro, mas como muita gente perdeu o prazo, ele foi estendido até o dia 28 de fevereiro deste ano. Quem perder o prazo de novo terá a aposentadoria suspensa. Com informações Bem Paraná. 

 
publicidade lateral
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral