1
2
3
4
5
6
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
publicidade lateral
 
 
« Voltar



O Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), foi eleito o melhor do Brasil na Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário, divulgada nesta quarta-feira (25/4), pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Além dele, a Infraero tem outros sete terminais avaliados como bons e muito bons no levantamento, que ouviu 19,4 mil passageiros nos 20 principais aeroportos do país.
O Afonso Pena foi avaliado em 37 indicadores e teve notas acima da média em 31 deles, com destaque para facilidade de desembarque no meio-fio, tempo de fila, confiabilidade, cordialidade e prestatividade da inspeção de segurança; qualidade da sinalização do aeroporto; oferta e qualidade das informações sobre voos; disponibilidade de tomadas, sanitários e assentos; limpeza geral e de banheiros; sensação de segurança e confortos térmico e acústico.
Nas facilidades aos viajantes, o terminal curitibano se destacou na quantidade e qualidade das lojas e na qualidade e disponibilidade do estacionamento de veículos. Entre os indicadores que envolvem empresas aéreas, órgãos públicos e transporte público, o terminal superou a meta em todos eles. “Isso demonstra que a Infraero tem uma capacidade de gestão reconhecida por garantir a satisfação do passageiro e que mantém o bom alinhamento dos serviços com órgãos públicos que integram o setor aéreo ou estão relacionados ao aeroporto”, afirma o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira.
Esse bom desempenho se reflete em todos os aeroportos da empresa que integram a pesquisa. Entre os que movimentam até 5 milhões de passageiros por ano, a melhor nota da Infraero veio com Manaus, que recebeu 4,41. Ele ficou atrás de Natal (4,56), mas a frente de Goiânia (4,38), Maceió (4,34), Cuiabá (4,15), Belém (4,12), Vitória (3,80) e Florianópolis (3,58). “A tendência é de ampliarmos nosso bom desempenho neste grupo com a inauguração do novo Aeroporto de Vitória, ocorrida no final de março”, avalia Claret.
Já entre os aeroportos com movimento de passageiros entre cinco milhões e 15 milhões por ano, além do destaque de Curitiba, a Infraero teve bons desempenhos com os terminais do Recife (4,41) e Santos Dumont (4,36). No grupo com movimentação superior a 15 milhões de embarques e desembarques anuais, Congonhas recebeu nota 4,36, uma evolução de quase 6% em relação à nota no primeiro trimestre do ano passado. “Com esse desempenho, Congonhas ficou muito próximo aos grandes terminais, como Brasília e Guarulhos, além de ter ficado à frente do Galeão. Sem dúvida, podemos afirmar que a Infraero mais uma vez tem seu trabalho reconhecido entre os grandes gestores aeroportuários”, afirma Claret.
Agora, o principal desafio é aprimorar ainda mais o atendimento aos passageiros, levando as boas práticas reconhecidas nos aeroportos que fazem parte da pesquisa aos demais terminais administrados pela Infraero. “A análise desses dados nos ajudarão a aprimorar o atendimento aos clientes, além de destacar o compromisso da empresa com os serviços aeroportuários oferecidos ao Brasil”, aponta o presidente da Infraero. Com informações Bem Paraná. 

 

 
publicidade lateral
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral