1
2
3
4
5
6
7
 
 
 
JORNAL DA 102
Início: 12:00 - Término: 13:10
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
 
 
 
« Voltar

IBGE REDUZ EM 5,7% PREVISÃO DE SAFRA PARA ESTE ANO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A safra de cereais, leguminosas e oleaginosas do país deve fechar o ano com 226,8 milhões de toneladas, 5,7% abaixo da produção de 2017, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de julho deste ano, divulgado hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A previsão da pesquisa de julho é 0,5% (1,1 milhão de toneladas) a menos do que estimativa a anterior, feita em junho pelo IBGE. A queda de junho para julho foi provocada por previsões menos otimistas para as safras de milho (-1%), arroz (-0,2%), trigo (-4,1%), feijão (-3,4%) e sorgo (-2,5%).

 



Produção de soja em Goiás (Tony Oliveira/CNA/Direitos Reservados)


A previsão para a soja teve leve aumento em relação a junho (0,1%). A melhora da estimativa do algodão, de 1,3%, também contribuiu para evitar queda maior da previsão da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas.


Na comparação com 2017, das três principais lavouras de grãos do país, apenas a soja deverá fechar o ano com alta em relação a 2017 (1,2%). As outras duas deverão ter queda: milho (-16,7%) e arroz (-7,3%).


Outros produtos


Produtos que não entram no cálculo da safra de cereais, leguminosas e oleaginosas mas que têm peso importante na agricultura brasileira também são analisados pela pesquisa do IBGE.


A cana-de-açúcar é o principal deles, já que é o maior produto agrícola do país em volume. Para a cana, é esperada uma safra 0,4% maior do que a de 2017. A projeção é, no entanto, 0,1% menor do que a feita em junho.


O café também deverá ter alta em relação a 2017, de 23,6%, um resultado também 0,1% menor do que o previsto na pesquisa de junho. Outro produto com esse comportamento é o tomate, cuja produção prevista em de julho é 2,1% do que a de junho e que, portanto, deverá ter aumento de apenas 1,4% em relação a 2017.


Os demais produtos com produção maior do que 1 milhão de toneladas deverão ter queda em relação a 2017. A uva manteve a mesma projeção de junho, com queda estimada de 17,5% em relação ao ano passado.


Os outros com estimativa de queda em relação a 2017 também tiveram recuo na previsão de junho para julho: laranja (-0,3% em relação a junho e -8,7% na comparação com 2017), banana (-1,2% em relação a junho e -6,2% na comparação com 2017), mandioca (-3,6% em relação a junho e -3,2% na comparação com 2017) e batata-inglesa (-0,2% em relação a junho e -11,2% na comparação com 2017).

 


 

AGÊNCIA BRASIL



 
Peça sua música! Clique aqui.
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
      
 
01   BRIGUINHA BOBA PÃ PÃ RÃ PÃ PÃ
Lucas Lucco
02   QUEM ME DERA
Márcia Fellipe Part.Jerry Smith
03   VINGANÇA
Luan Santana Ft.Mc Kekel
04   TIJOLINHO POR TIJOLINHO
Enzo Rabelo Part.Zé Felipe
05   PERFECT
Ed Sheeran
06   ATRASADINHA
Felipe Araújo Part. Ferrugem
07   COZUMEL
Janaynna Feat. Humberto & Ronaldo
08   ESSE BRILHO É MEU
IZA
09   A REZADEIRA
Projota
10   ELA É SÓ DELA
Lucas Lucco Part.Mc Kevinho
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
 

contador de visitas