1
2
3
4
5
6
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
 
 
« Voltar

Seguidores rebateram citando versículos e fatos históricos

O papa Francisco sugeriu neste domingo (29), pelo Twitter, a proibição das armas como solução para que o mundo não precise viver “com medo da guerra”.
A mensagem do pontífice foi replicada em nove línguas, em todas as contas oficiais na rede social. O pedido veio hoje por ser o “Dia das vítimas da guerra química”, pois nessa data passou a vigorar, em 1997, a Convenção sobre armas químicas (CAC) que proibiu o seu uso e produção.


As repostas dadas ao argentino pelo microblog foram variadas, sendo muitas delas provocativas.  “Naquele tempo não havia nem mesmo um único ferreiro em todo o território israelita, porquanto os filisteus haviam proibido os hebreus de fazer espadas e lanças. (1 Samuel 13: 19-20)”, escreveu Bené Barbosa, um católico famoso por sua luta contra o desarmamento. O comentário teve mais de 1100 curtidas.


Um outro seguidor, comentou com o versículo: “Então lhes disse: Agora, porém, o que tem bolsa, tome-a, como também o alforge; e o que não tem dinheiro, venda a sua capa e compre espada. (Lucas 22:36)”.
A opção de outros foi mencionar fatos históricos que mostravam como os papas antigos pensavam diferente. “Se não fosse pela guarda suíça armada, um papa teria morrido nas mãos do Rei da França com seus mercenários!”, provocou um seguidor.
“Não fosse as armas dos mouros não haveria as cruzadas”, lembrou outro. Com informações Gospel Prime. 

 
Peça sua música! Clique aqui.
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral