1
2
3
4
5
6
 
 
 
Musicas
Início: 05:00 - Término: 07:00
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
 
 
« Voltar

Pastor fez uma enquete sobre o tema nas redes e foi atacado por esquerdistas

Esta semana, o deputado federal Marco Feliciano (Podemos/SP) teve o seu nome entre os Trending Topics do Twitter. O motivo foi a inundação de críticas que recebeu ao fazer uma enquete em sua página oficial no Facebook, onde perguntava se depressão era “causada por uma doença natural ou por demônios”.
Foram quase 500 mil respostas e, até o momento, 80% dos internautas opinaram que a depressão é causada por uma doença, os demais 20% acreditam que trata-se de influência demoníaca.Entre os milhares de comentários, muitas pessoas optaram por publicar esclarecimentos sobre depressão, do ponto de vista médico e da psicologia. Uma parte dos seguidores preferiu ofender o pastor, ironizando a possibilidade que ela tenha algum fundo espiritual.
Contudo, a hipótese levantada pelo pastor acabou tomando grande vulto quando passou a ser alvo de sites ideologicamente ligados à esquerda. De modo semelhante ao que ocorreu em 2013, quando presidia a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, Feliciano passou a ser atacado e ridicularizado
Obviamente o assunto na enquete de Feliciano visava o debate de uma questão séria, que atinge milhares de pessoas em todo o país. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde é uma doença que atinge 5% da população mundial.
Somente neste sábado (7), o pastor se pronunciou sobre a repercussão.
Ele fez dois textos no Facebook. No primeiro, denunciou que “há perseguição religiosa declarada no Brasil” e “preconceito contra nossa fé”. Reiterou sua convicção que “demônios existem e operam neste mundo tenebroso, mas há um poder que os detêm: A igreja de Cristo em oração!”.
Em seguida, fez outro texto onde explicou sua compreensão que “ciência e a fé podem caminhar juntas”. Relatou ainda que já sofreu de depressão, embora sem dar detalhes.
O parlamentar também mandou um recado aos seus detratores: “Diferente dos idiotas inúteis de plantão que não conseguem entender, se trata de uma pesquisa, eu respeito suas opiniões, suas crenças. Fico feliz pelo “barulho” causado, afinal o bom debate em uma democracia é saudável e necessário”.
Acrescentou que sua motivação para a enquete foram os casos, no ano passado, de “alguns pastores [que] se suicidaram, e não houve respeito a dor de suas famílias, o mesmo aconteceu dia destes com um evangélico bem conhecido, atacado por irmãos de fé que o acusaram de ter depressão por “n” motivos que não convém expor aqui”.
Feliciano assegura que ficou surpreso com a reação de parte de seus seguidores: “O mundo espiritual é nossa seara, afinal sou um pastor. Mas para minha surpresa descobri que tem muita gente que me segue e não professa a fé cristã, ou são cristãos só de nome, pois cristão de verdade não xinga, não tem linguajar chulo, e ainda que ofenda alguém em pouco tempo se arrepende e tem a coragem de pedir desculpas e perdão”. Com informações Gospel Prime. 

 
Peça sua música! Clique aqui.
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral