1
2
 
 
 
Tarde Com DEUS
Início: 12:00 - Término: 17:55
Com: Dj Geração
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
 
Olá boa ,tarde a Paz do Senhor Jesus ,um forte abraço ao nosso grande Pastor e missionário Pastor Caetano!Que Deus continue abençoando !...
Valdirene Martins da Silva - Pedra Dourada/MG
10/11/2017 - 15:06
Resposta: Obrigado
-----------------------

boa noite terça feira a tarde estava ouvindo a radio era mais ou menos 16;29 vcs tocaram uma musica q eu gostei muito queria saber o nome dela por favor fico aguardano a resposta...
ulisses - niteroi/rj
08/06/2017 - 18:55
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
 
« Voltar





A apreciação será desenvolvida nos próximos meses e estará concluída no segundo semestre de 2018

Representantes da gestão municipal e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) selando o acordo de cooperação

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói fechou nesta segunda-feira (27) um acordo de cooperação com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para um estudo de viabilidade visando a implantação de uma linha de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e melhorias na mobilidade urbana. Os cerca de R$ 500 mil necessários para o estudo serão totalmente financiados pela AFD, sem a necessidade de gastos por parte da Prefeitura de Niterói.

O acordo foi assinado pelo prefeito Rodrigo Neves e pelo gerente de projetos da AFD, Guillermo Madrid. A diretora responsável pela equipe de projetos de transportes da AFD, Priscille de Coninck, veio da França exclusivamente para participar da solenidade. Os secretários municipais Axel Grael (Secretaria Executiva) e Renato Barandier (Urbanismo e Mobilidade) também acompanharam a assinatura do acordo.

PUBLICIDADE
 

O estudo de viabilidade será desenvolvido nos próximos meses e estará concluído no segundo semestre de 2018. Rodrigo Neves explica que o VLT é um projeto muito complexo e de longo prazo, mas conta que pretende, até o fim de seu mandato, concluir o estudo de viabilidade e o projeto técnico.  

O secretário municipal de Urbanismo Renato Barandier destacou que o VLT é um meio de transporte com grande potencial de requalificação urbana. “Cidades europeias que implantaram o VLT tiveram vantagens que vão além da mobilidade urbana. Tiveram ganhos com a revitalização de centros históricos degradados, com a requalificação de vias, com melhorias da condição urbana e da qualidade de vida das pessoas, incluindo aquelas que não utilizam diretamente esse transporte”, disse o secretário.

Priscille de Coninck disse que a AFD está financiando o estudo de viabilidade do VLT porque Niterói tem se destacado nos seus projetos de mobilidade urbana e na busca pelo desenvolvimento sustentável. “A AFD acompanha trajetórias de cidades em desenvolvimento e procura ajudar sempre que possível. Grandes cidades metropolitanas, como Niterói, têm um impacto significativo sobre o clima. Escolhemos Niterói para ajudarmos nos projetos de mobilidade por causa do dinamismo municipal e porque a cidade estava com esse projeto de mobilidade. Através dele, Niterói poderá promover uma importante requalificação urbana”, disse.

Niterói sediará encontro nacional de prefeitos

Niterói sediará, em março de 2018, a Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que contará com a presença de gestores municipais de todo o País. A cidade foi escolhida, por unanimidade, durante encontro que acontece no Recife (PE), onde o prefeito Rodrigo Neves participa de debates para a elaboração de um documento a ser entregue em 2018 aos candidatos à Presidência da República e ao Congresso Nacional.  A “Carta do Recife” conterá as principais reivindicações dos municípios brasileiros junto à União.

“Niterói, com suas belezas naturais, patrimônio histórico e população acolhedora, será certamente uma excelente anfitriã para gestores públicos de todo o País. Estou feliz em ver que os prefeitos aceitaram o convite por unanimidade. É um orgulho poder mostrar nossa cidade e os projetos que estamos desenvolvendo”, disse Rodrigo Neves, que é vice-presidente da FNP.

Entre os temas centrais da 72ª Reunião Geral da FNP, que acontece no Recife até esta quarta-feira (29), está a Reforma Tributária. O deputado federal relator da proposta no Congresso, Luiz Carlos Hauly (PR), participou do encontro. O parlamentar falou sobre a substituição de nove impostos por um único sobre o valor agregado, redistribuído com municípios, estados e União. “Precisamos aproveitar o momento de campanha presidencial, em 2018, para fazer com que os candidatos se comprometam a desfazer as injustiças do sistema tributário”, disse.

“Desde a Constituição de 1988, os municípios vêm assumindo cada vez mais responsabilidade, o que é positivo por permitir maior controle social sobre os gastos públicos. No entanto, um dos principais problemas do País é a desigualdade de arrecadação, concentrada na União, perpetrada pelo modelo tributário”, ressaltou Rodrigo Neves.

“Precisamos de um pacto federativo que atenda com justiça a relação entre a arrecadação e as demandas”, ressaltou o prefeito do Recife, Geraldo Julio.

Para o prefeito de Campinas/SP, Jonas Donizette, presidente da FNP, “essa reunião tem um caráter muito especial, principalmente em razão da crise econômica que está penalizando, sobretudo, os municípios. A Carta do Recife, que estamos elaborando, será um importante instrumento em defesa dos municípios brasileiros”, disse.

Meio Ambiente – Durante o encontro, prefeitos de todo o País assinaram o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, com metas para os municípios para o enfrentamento às mudanças climáticas. Entre os pontos abordados, estão a importância da destinação correta de resíduos sólidos, reciclagem de lixo e mobilidade urbana.

Os prefeitos, secretários e gestores municipais também estão tratando de temas como o aprimoramento do regime para pagamento de precatórios; a descentralização dos ressarcimentos dos planos de saúde; despesas com alimentação e uniformes escolares contabilizadas no investimento mínimo constitucional para Educação.

Faça seu login ou cadastre-se para enviar seus comentários

Comentários

 
Rafael Fontes Andrad
“Nos últimos anos, tiramos obras e projetos importantes do papel, como a conclusão do mergulhão da Marquês do Paraná, o mergulhão da Praça Renascença, o Túnel Charitas-Cafubá, a implantação de 40 quilômetros de ciclovias..." Túnel feito nas "coxas", obras inacabadas, calçadas estreitas, trechos que não se ligam (após o túnel a pista de carro não segue seu percurso original sendo desviada para dentro do cafubá enquanto a pista criada segue pra rótula do cafubá sem uso. Ciclovia??? na orla de sao francisco e charitas vira rotativo após às 12h, roberto silveira serve de estacionamento para os agentes de transito com suas motos, ingá mesma coisa para os pais que não querem andar para deixar seus filhos no colégio, amaral peixoto segue livre o transito de pedestre....não seria melhor investir em educação e um BOM planejamento?? Fica a dica.
 
 
Peça sua música! Clique aqui.
 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   PRIORIDADE
Midian Lima
02   O PODER DA Fé (AO VIVO)
Ministério Atitude
03   PRECIOSO SANGUE (AO VIVO)
Min.Apascentar 16
04   EU PRECISO DE DEUS
Pr. Lucas
05   RECOMEçAR
Jotta A
06   LAVAR TEUS PéS
Fernanda Brum
07   IMPOSSíVEL é VIVER SEM Fé
Jozyanne
08   MINHA FAMíLIA ESTá DE Pé
Geraldo Guimarães
09   VALENTE
Elaine Martins
10   DNA
Davi Sacer
 
Você é a favor da reforma da previdência?
Sim
Não