VOZ DO BRASIL
Início: 19:00 - Término: 20:00
Com: VOZ DO BRASIL
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
Luiz Paulo Boa tarde, quando vai ser o programa saber direito estamos aqui na Vila Guassu aguardando nos avisa obrigado...
JANUARIA MENDES LOSANGO - SIDROLÂNDIA MS/MATO GROSSO DO SUL
08/11/2018 - 11:52
-----------------------

Meu tempo de trabalho na Espanha pode ser contato na aposentadoria junto ao INSS, o que preciso fazer, se possivel me responde muito obrigado...
Lenilton Cardinal Junior - Centro Campo Grande mS/MATO GROSSO DO SUL
25/10/2018 - 7:51
-----------------------

Minha esposa faleceu no parto, tenho uma menina dei entrada para receber o salario maternidade que fiquei cuidando de nossa filha, o inss negou disse que ela nao era segurada do inss mais eu sou segurado não tenho direito, eu pago como empresario o inss, e obrigado e parabens a radio por este maravilhoso programa...
Leonildo Ferreira Mendieta Junior - Sidrolândia/MATO GROSSO DO SUL
25/10/2018 - 7:20
-----------------------

Olha Dr. não deixa a gente tanto tempo sem programa e muito importante sempre estarmos atualizados, parabens a Radio por essa iniciativa tão importante estamos sempre ouvindo aqui...
JOAO SEBASTIAN CALHARDO - BELA VISTA MS/MATO GROSSO DO SUL
24/10/2018 - 20:06
-----------------------

Tem uma propriedade rural, e ganhei bebe e o inss negou diz que a nossa área e maior que permitido e não me pagaram, nossa area tem 180 ha. ta certo isso...
Claudia Teles Cunha - Alto Caracol MS/Mato Grosso do Sul
24/10/2018 - 10:21
-----------------------

Luiz Paulo Bom dia, amanhã vamos ter mesmo o programa saber direito manda um alô aqui para nos na Fazenda Juliana...
Julia Cavalheiro - Nioaque/Mato Grosso do Sul.
24/10/2018 - 10:07
-----------------------

Eu gostaria de saber, a empresa que trabalhava so pagou um salario maternidade e agora nao pagaram mais os outros 03 meses fui no INSS eles disseram que não pagam oque fazer....
Fatima Justino Gonzales - Vila Brasil Jardim MS/Mato Grosso do Sul
24/10/2018 - 10:06
-----------------------

Eu estava com 06 meses de trabalho com carteira quando fiquei gravida, a empresa fechou e o inss não quer me pagar., o que posso fazer. para receber o salario maternidade...
Marilene Marques Acosta - Bairro Cohab Jardim ms/Mato grosso do Sul
23/10/2018 - 12:59
-----------------------

Pergunra para o Dr. sera que Bolsonaro que diz que vai acabar com o nosso 13 salario tambem vai querer acabar com o salario maternidade....
Larissa candido mendes - Nioaque MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:47
-----------------------

Porque o INSS não concede 06 seis meses de salario maternidade igual o Estado e prefeitura....
Samanta Meireles Dias - Jardim MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:46
-----------------------

Bom dia eu ouvi o programa saber direito é otimo, vem para cá tambem ajuda muito a gente. Eu gostaria de saber minha irmã, pagou 04 meses de inss e ficou gravida e nao teve o direito ao salario de maternidade porque. o que fazer....
LENILTON MELGARIO TANAKA - SIDROLÂNDIA MS/Mato grosso do Sul
23/10/2018 - 10:40
-----------------------

Eu começei a trabalhar gravida de um mês e fui registrada, so que a empresa quando ganhei o bebê, faliu, e agora dei entrada no inss eles indeferiram dizendo quem tinha que pagar era a empresa o que posso fazer....
PATRICIA DIAS MELGARJO - BONITO MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:38
-----------------------

Eu começei a pagar como vendedora autonoma a 05 meses e agora estou gravida terei direito ao salario maternidade....
sandra mendes aguilar - Bonito/MATO GROSSO DO SUL
23/10/2018 - 7:13
-----------------------

Eu trabalho de diarista rural e fiquei gravida fui no inss eles disseram que e so quem tem carteira assinada ou dono do sitio, para ter direito ao salario maternidade....
Leonice Claudino - Assentamento Retirada da Laguna/Guia Lopes da Laguna
23/10/2018 - 6:16
-----------------------

Bom dia eu estava aposentado por invalidez a mais 16 anos agora me cortaram neste revisão, o que posso fazer, nao tenho condições de trabalhar no meu sitio....
Leonildo martins meneses - Assentamento Retirada da Laguna/Guia Lopes da Laguna
09/10/2018 - 6:53
-----------------------

Eu trabalhei 12 anos no Japao, e agora vim para o Brasil, e tenho mais 23 anos no Brasil de contribuição; Posso aproveitar esse periodo de trabalho no Japão para aposentar no Brasil, os salarios do Japão serão considerados no INSS....
JANDIRA AUGUSTIM SANABRE - BONITO MS/Mato Grosso do Sul
08/10/2018 - 10:02
-----------------------

Bom dia, olha eu ouvi o ultimo programa parabens para esta radio, por se dedicar as pessoas com menos conhecimento. Meu caso era aposentado por Invalidez Permanente. Mais 12 anos e fui cortado agora. Preciso voltar para a empresa agora ou so depois que receber os 18 meses. Muito Obrigado....
Bernardo Aquino Menezes - Sidrolância MS/Mato Grosso do Sul
08/10/2018 - 9:59
-----------------------

Eu fui cortado e vou continuar recebendo ainda por 18 meses, mais mesmo recebendo este periodo de 18 meses ja posso ser registrado novamente....
Sandro Queiroz Meneses - Bonito/MATO GROSSO DO SUL
07/10/2018 - 20:47
-----------------------

Eu ja tenho 25 anos de contribuição e estava a 03 anos recebendo aposentadoria por Invalidez agora fui cortada pode ser somado este tempo para minha aposentadoria....
SORAYA MARIN - BOQUEIRAO/MATO GROSSO DO SUL
07/10/2018 - 20:24
-----------------------

Eu estava recebendo aposentadoria por invalidez e fui cortado, e fui na empresa ela nao quer dar baixa na minha carteira eu nao quero voltar trabalhar lá....
Luiz Tanaka Yoshiro - Jardim mS/MATO GROSSO DO SUL
06/10/2018 - 9:09
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

Habeas Corpus foi concedido por unanimidade no TJ

Foragido desde o dia 6 de outubro, quando teve prisão preventiva decretada, o professor de dança Ewerton Cesar Ferriol, o Tom Brasil, conseguiu habeas corpus nesta quinta-feira (16) e vai responder em liberdade ao processo em que é suspeito de estuprar sete alunas. O coreógrafo fará uso de tornozeleira.

O habeas corpus foi concedido por unanimidade pelos desembargadores do Tribunal de Justiça. O mesmo requerimento já havia sido negado em primeira instância no último dia 26, pelo juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande.

De acordo com a advogada Luciana Ghattas, que representa o bailarino, a Justiça levou em consideração o fato de Tom ser réu primário. “Os desembargadores reconheceram que ele não é perigoso e existem contradições nos relatos das supostas vítimas e por isso ele vai poder responder o inquérito em liberdade”, disse.

Além da tornozeleira, Tom terá que cumprir medidas restritivas que o impede de sair de casa à noite, se aproximar das vítimas e o obriga a se apresentar à Justiça sempre que solicitado.

Os abusos

De acordo com as vítimas, os abusos aconteciam sempre da mesma forma, com o professor marcando ensaios a sós com a vítima. Uma das alunas do professor, de 25 anos, conta que era bolsista em sua escola de dança e que os abusos só teriam parado nos últimos 3 anos que passou na companhia, quando foram entrando novas integrantes, que se tornariam 'novos alvos'.

Segundo ela, geralmente as meninas que ganhavam bolsa para estudar na escola passavam a enfrentar algum tipo de assédio. "Sempre começava da mesma forma. Depois de conhecer a sua rotina, ele marcava um tipo de treinamento a sós, momento em que começam as investidas”, diz.



Uma das vítimas do professor teria sido sua ex-cunhada, que teria sido agredida fisicamente com puxões de cabelo, tapas, além de ser obrigada a participar de sessões de sexo a três.

A primeira ocorrência registrada contra o professor aconteceu em setembro de 2016, quando a mãe de uma adolescente de 16 aos procurou a delegacia de polícia, após a filha contar ter sido abusada sexualmente pelo professor durante uma das aulas.

Ele teria levado a garota para o piso superior do local o de estava acontecendo a aula, e em uma sala escura, a segurado com força pelo braço e a estuprado. Outro boletim de ocorrência foi feito em 2017 por outra adolescente.
Denúncia em rede social
Uma bailarina de Campo Grande, que atualmente mora no Distrito Federal, usou as redes sociais, para denunciar que teria sofrido abusos por parte do coreógrafo e dono de uma companhia de dança da Capital.

Ela afirmou no depoimento que se não mantivesse relações sexuais com ele era cortada das apresentações. A jovem diz que ainda que era obrigada manter as relações sem o uso de preservativo e que com isso, contraiu DSTs (Doença Sexualmente Transmissível).

“Iniciei como bolsista na academia dele em 2010. Fiz parte da companhia, dancei em shows, programa de TV e qualquer outra coisa que surgisse. Saí em janeiro de 2013 quando me mudei para Brasília para fazer faculdade. Nesses dois anos fui abusada sexual, profissional, financeira, moral e psicologicamente. Eu e muitas outras meninas que passaram pelos seus ‘ensinamentos’”, diz a postagem.

A dançarina afirmou em seu post que ao contar para o coreógrafo que havia contraído DST e que suspeitava de gravidez, foi humilhada e chamada de prostituta, por várias vezes. Ela ainda diz que o professor de dança teria pedido o dinheiro do cachê pago por um bar aos bailarinos, pois a companhia estava em dificuldades financeiras. Depois disso, a jovem diz não ter mais recebido o dinheiro pelo trabalho.

 
Peça sua música! Clique aqui.
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   DESPACITO
LUIS FONSI FT DADDY YANKEE
02   AMANTE NÃO TEM LAR
MARILIA MENDONÇA
03   PARADINHA
ANITTA
04   VIDINHA DE BALADA
HENRIQUE E JULIANO
05   SAUDADE DO CARAMBA
JOÃO NETO E FREDERICO
06   CHAVE CÓPIA
FELIPE ARAÚJO FT. JORGE E MATEUS
07   VOCE PARTIU MEU CORAÇÃO
NEGO DO BOREL FT. ANITTA, WESLEY SAFADÃO
08   MODÃO DUIDO
MICHEL TELÓ FT. MAIARA E MARAISA
09   LOKA
SIMONE E SIMARIA FT. ANITTA
10   EU ERA
MARCOS E BELUTTI
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!