PROGRAMA DO CIDO
Início: 15:00 - Término: 17:00
» Ver toda programação
» Peça sua música
 
 
Luiz Paulo Boa tarde, quando vai ser o programa saber direito estamos aqui na Vila Guassu aguardando nos avisa obrigado...
JANUARIA MENDES LOSANGO - SIDROLÂNDIA MS/MATO GROSSO DO SUL
08/11/2018 - 11:52
-----------------------

Meu tempo de trabalho na Espanha pode ser contato na aposentadoria junto ao INSS, o que preciso fazer, se possivel me responde muito obrigado...
Lenilton Cardinal Junior - Centro Campo Grande mS/MATO GROSSO DO SUL
25/10/2018 - 7:51
-----------------------

Minha esposa faleceu no parto, tenho uma menina dei entrada para receber o salario maternidade que fiquei cuidando de nossa filha, o inss negou disse que ela nao era segurada do inss mais eu sou segurado não tenho direito, eu pago como empresario o inss, e obrigado e parabens a radio por este maravilhoso programa...
Leonildo Ferreira Mendieta Junior - Sidrolândia/MATO GROSSO DO SUL
25/10/2018 - 7:20
-----------------------

Olha Dr. não deixa a gente tanto tempo sem programa e muito importante sempre estarmos atualizados, parabens a Radio por essa iniciativa tão importante estamos sempre ouvindo aqui...
JOAO SEBASTIAN CALHARDO - BELA VISTA MS/MATO GROSSO DO SUL
24/10/2018 - 20:06
-----------------------

Tem uma propriedade rural, e ganhei bebe e o inss negou diz que a nossa área e maior que permitido e não me pagaram, nossa area tem 180 ha. ta certo isso...
Claudia Teles Cunha - Alto Caracol MS/Mato Grosso do Sul
24/10/2018 - 10:21
-----------------------

Luiz Paulo Bom dia, amanhã vamos ter mesmo o programa saber direito manda um alô aqui para nos na Fazenda Juliana...
Julia Cavalheiro - Nioaque/Mato Grosso do Sul.
24/10/2018 - 10:07
-----------------------

Eu gostaria de saber, a empresa que trabalhava so pagou um salario maternidade e agora nao pagaram mais os outros 03 meses fui no INSS eles disseram que não pagam oque fazer....
Fatima Justino Gonzales - Vila Brasil Jardim MS/Mato Grosso do Sul
24/10/2018 - 10:06
-----------------------

Eu estava com 06 meses de trabalho com carteira quando fiquei gravida, a empresa fechou e o inss não quer me pagar., o que posso fazer. para receber o salario maternidade...
Marilene Marques Acosta - Bairro Cohab Jardim ms/Mato grosso do Sul
23/10/2018 - 12:59
-----------------------

Pergunra para o Dr. sera que Bolsonaro que diz que vai acabar com o nosso 13 salario tambem vai querer acabar com o salario maternidade....
Larissa candido mendes - Nioaque MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:47
-----------------------

Porque o INSS não concede 06 seis meses de salario maternidade igual o Estado e prefeitura....
Samanta Meireles Dias - Jardim MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:46
-----------------------

Bom dia eu ouvi o programa saber direito é otimo, vem para cá tambem ajuda muito a gente. Eu gostaria de saber minha irmã, pagou 04 meses de inss e ficou gravida e nao teve o direito ao salario de maternidade porque. o que fazer....
LENILTON MELGARIO TANAKA - SIDROLÂNDIA MS/Mato grosso do Sul
23/10/2018 - 10:40
-----------------------

Eu começei a trabalhar gravida de um mês e fui registrada, so que a empresa quando ganhei o bebê, faliu, e agora dei entrada no inss eles indeferiram dizendo quem tinha que pagar era a empresa o que posso fazer....
PATRICIA DIAS MELGARJO - BONITO MS/Mato Grosso do Sul
23/10/2018 - 10:38
-----------------------

Eu começei a pagar como vendedora autonoma a 05 meses e agora estou gravida terei direito ao salario maternidade....
sandra mendes aguilar - Bonito/MATO GROSSO DO SUL
23/10/2018 - 7:13
-----------------------

Eu trabalho de diarista rural e fiquei gravida fui no inss eles disseram que e so quem tem carteira assinada ou dono do sitio, para ter direito ao salario maternidade....
Leonice Claudino - Assentamento Retirada da Laguna/Guia Lopes da Laguna
23/10/2018 - 6:16
-----------------------

Bom dia eu estava aposentado por invalidez a mais 16 anos agora me cortaram neste revisão, o que posso fazer, nao tenho condições de trabalhar no meu sitio....
Leonildo martins meneses - Assentamento Retirada da Laguna/Guia Lopes da Laguna
09/10/2018 - 6:53
-----------------------

Eu trabalhei 12 anos no Japao, e agora vim para o Brasil, e tenho mais 23 anos no Brasil de contribuição; Posso aproveitar esse periodo de trabalho no Japão para aposentar no Brasil, os salarios do Japão serão considerados no INSS....
JANDIRA AUGUSTIM SANABRE - BONITO MS/Mato Grosso do Sul
08/10/2018 - 10:02
-----------------------

Bom dia, olha eu ouvi o ultimo programa parabens para esta radio, por se dedicar as pessoas com menos conhecimento. Meu caso era aposentado por Invalidez Permanente. Mais 12 anos e fui cortado agora. Preciso voltar para a empresa agora ou so depois que receber os 18 meses. Muito Obrigado....
Bernardo Aquino Menezes - Sidrolância MS/Mato Grosso do Sul
08/10/2018 - 9:59
-----------------------

Eu fui cortado e vou continuar recebendo ainda por 18 meses, mais mesmo recebendo este periodo de 18 meses ja posso ser registrado novamente....
Sandro Queiroz Meneses - Bonito/MATO GROSSO DO SUL
07/10/2018 - 20:47
-----------------------

Eu ja tenho 25 anos de contribuição e estava a 03 anos recebendo aposentadoria por Invalidez agora fui cortada pode ser somado este tempo para minha aposentadoria....
SORAYA MARIN - BOQUEIRAO/MATO GROSSO DO SUL
07/10/2018 - 20:24
-----------------------

Eu estava recebendo aposentadoria por invalidez e fui cortado, e fui na empresa ela nao quer dar baixa na minha carteira eu nao quero voltar trabalhar lá....
Luiz Tanaka Yoshiro - Jardim mS/MATO GROSSO DO SUL
06/10/2018 - 9:09
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
 
« Voltar

Os dois se conheceram no Box do Gordinho e rodaram o Brasil de Sul ao Norte para realizar um sonho

Luiz Ferreira rodou o Brasil de caminhonete, dormindo na estrada e cozinhando no estacionamento de postos de gasolina, até realizar o sonho do amigo e ex-chefe Audomir Fontes Ferreira Lima, famoso mesmo como “Gordinho”. A aventura do sul ao norte do País foi a despedida do patrão, que só morreu depois de conhecer todos os mercadões municipais do País.

A primeira viagem aconteceu em janeiro de 1995 e nem o estado de saúde de Audomir, que na época já tinha problemas cardíacos, impediu que a dupla concluísse a missão.

Audomir herdou do pai o amor pelo Mercadão de Campo Grande e passou quase toda a vida entre as barracas e depois boxes do lugar. Pelas mãos dele, o local começou a se transformar e ganhar autonomia com a criação da Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Campo Grande, em 1983, da qual foi o primeiro presidente. “Antes dele criar a associação, os comerciantes pagavam uma taxa para o governo administrar o Mercadão, mas viam pouco retorno. Era muito bagunçado e tinham muitos moradores de rua, além dos caminhões do Ceasa que paravam aqui na frente”, relembra Luíz, que na época já trabalhava como entregador no Box do Gordinho.

Ninguém queria aceitar o desafio, já que a ideia era ir o mais longe possível com pouco dinheiro e muita disposição. “Tinha muito assaltante e acidente na estrada. Ele não queria parar em hotel”, explica ele sobre desistência de tanta gente. “Aí eu cheguei pra ele e falei que conhecia um doido para acompanhar ele nessa andança, e ele já sabia que era eu. Nas viagens, só comíamos em restaurante quando nenhum dos dois aguentava mais comer a comida dele”.

O espírito aventureiro fez o projeto vingar. Luíz era o responsável por montar as rotas da viagem. Audomir decidia o rumo e Luíz traçava o caminho usando os mapas da revista Quatro Rodas como guia. A única regra era não passar duas vezes pela mesma estrada.

Conhecer todos os mercadões do Brasil fazia parte do projeto de Audomir para melhorar as condições em Campo Grande. Das viagens, sempre trazia fotos e anotações do que poderia ser usado aqui. “Ele ia nos mercadões e conversava com todo mundo, sempre procurava o responsável pela organização e não saiamos de uma cidade sem ele ter visto tudo”, conta.

Luíz também atribui ao amigo a ideia de trazer o Camelódromo da antiga rodoviária para o centro da cidade, “Nas viagens ele notou que sempre ao lado do mercado municipal tinha um camelódromo, era igual em praticamente todas as cidades e isso ajudava a aumentar o fluxo de clientes dos mercados”.

Estrada de Ferro Madeira Mamoré em Porto Velho, destino marcante para Luíz. (Foto: Acervo Pessoal)Estrada de Ferro Madeira Mamoré em Porto Velho, destino marcante para Luíz. (Foto: Acervo Pessoal)

Apesar da curiosidade de Audomir pelos mercadões, Luíz confessa que sempre burlava as ordens do patrão e seguia rumo aos pontos turísticos das cidades, principalmente, se tivesse praia. “Eu estava lá trabalhando, mas como era o único que dirigia ia direto para as praias ou parávamos para tomar banho de rio, meu interesse era turistar. Era o único momento em que ele ficava bravo, ele dizia que conhecia o cheiro dos mercados de longe, tinha cheiro de centro”.

A viagem mais longa foi de Porto Velho até Manaus e levou 52 dias. “Não tinha estrada e encaramos muitas horas de balsa. Torcendo para não afundar e caso afundasse, torcendo para conseguir nadar até a margem sem encontrar nenhuma sucuri ou crocodilo”. Apesar do teste de resistência, essa é uma das memórias mais marcantes que Luíz guarda.

Em 6 anos a dupla percorreu literalmente o País, do Oiapoque ao Chui, passando pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Belém, Recife, Natal,Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Piauí, Mato Grosso, Amazonas. Não necessariamente nessa ordem, já que foram muitos os lugares e tantos anos depois a memória falha um pouco.

Mas Luíz garante que a experiência dos dias na estrada não pode ser comparada há nenhuma outra coisa. “Não acumulei nada na vida, comprei pouca coisa, mas o que vivi não tem como colocar preço”, ensina.

Pouco antes de conhecer todos os mercados municipais da América Latina, a maior viagem que os amigos planejavam, o coração de Audomir não resistiu e ele morreu em 1999. Luíz ainda se lembra do roteiro ousado, que deveria sair do Brasil e ir até o Panamá. Uma aventura que ele ainda pretende realizar, desta vez em família. “Assim que eu parar de trabalhar vou comprar um carro, quero levar minha esposa e minhas filhas nos lugares que até hoje elas só ouviram falar. Depois, vamos de carro conhecer os países vizinhos, começando pelos que estão no Mercosul”.

 
Peça sua música! Clique aqui.
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   DESPACITO
LUIS FONSI FT DADDY YANKEE
02   AMANTE NÃO TEM LAR
MARILIA MENDONÇA
03   PARADINHA
ANITTA
04   VIDINHA DE BALADA
HENRIQUE E JULIANO
05   SAUDADE DO CARAMBA
JOÃO NETO E FREDERICO
06   CHAVE CÓPIA
FELIPE ARAÚJO FT. JORGE E MATEUS
07   VOCE PARTIU MEU CORAÇÃO
NEGO DO BOREL FT. ANITTA, WESLEY SAFADÃO
08   MODÃO DUIDO
MICHEL TELÓ FT. MAIARA E MARAISA
09   LOKA
SIMONE E SIMARIA FT. ANITTA
10   EU ERA
MARCOS E BELUTTI
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!