1
2
3
4
5
6
 
 
 
Show da Manhã
Início: 08:00 - Término: 10:00
Com: RAÍ MECENAS
» Ver toda programação
 
 
Boa tarde senhores desta estimada Radio, gostaria de solicitar aos senhores o serviço de divulgação de emprego para cuidadoras de idosos que queiram trabalhar em Talismã, com salário fixo na casa de uma Idosa que se trata de minha mãe, por favor que estiver interessada favor realizar deixar nome e telefone para que eu faça contato. Muito grata!!!!! Maria Ester...
Maria Ester - Talismã/Tocantins
10/11/2020 - 12:41
-----------------------

Quero mandar um bjao e a musica,,BarreirasBrunno Carvalho p efis cordeiro lima com amor e carinho,,obrigada...
karla reis - goiania/go
28/03/2020 - 11:11
-----------------------

Gostaria de pedir para que tocassem LAUANA PRADO (VOCÊ HUMILHA)...
Beatriz - Porangatu/Goiás
01/10/2019 - 19:53
-----------------------

Quero mandar um bjao e a musica,,barreiras com cantor bunno carvalho p eginaldo amorimmcom amor e carinho,,blz...
karla reis - goiania/go
01/07/2019 - 10:18
-----------------------

Que bom ouvir a Rádio Tropical aqui tbm, essa rádio faz parte da minha vida! Todas as musicas que eu peço vcs tocam. Obg. Bjuu...
Fernanda - Rio Verde/GO
06/05/2019 - 16:13
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
Instale grátis o RadiosNet e ouça nossa rádio  em seu celular ou tablet com Android ou no iPhone e iPads
 
 
« Voltar

Decisão sobre ação de sindicato exige que espólios ou herdeiros de 131 trabalhadores vítimas do acidente sejam beneficiados; empresa ainda pode recorrer. Desast

Por Alex Araújo, G1 Minas — Belo Horizonte

 




Imagem do momento em que a barragem B1, da Vale, se rompeu em Brumadinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Imagem do momento em que a barragem B1, da Vale, se rompeu em Brumadinho — Foto: Reprodução/TV Globo

A Justiça do Trabalho condenou a mineradora Vale a pagar indenização de R$ 1 milhão por danos morais para herdeiros de trabalhadores mortos no rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A Vale ainda pode recorrer da decisão em instâncias superiores.

O desastre aconteceu no dia 25 de janeiro de 2019 e matou 270 pessoas. O deslizamento de lama atingiu casas e propriedades rurais, obrigou moradores a deixarem a região e destruiu a área administrativa da mineradora. O tragédia atingiu o rio Paraopeba, um dos afluentes do São Francisco, que ainda sofre com o impacto ambiental, sem precedentes.

Justiça condena Vale a pagar R$ 1 milhão a cada trabalhador que morreu em rompimento
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
00:00/01:52
 
 
 

Justiça condena Vale a pagar R$ 1 milhão a cada trabalhador que morreu em rompimento

A decisão desta quarta-feira (9) é da juíza Vivianne Celia Ferreira Ramos Correa, titular da 5ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), de primeira instância, de Betim.

A indenização "para reparação do dano-morte", de acordo com a juíza, deverá ser recebida por espólios ou herdeiros das vítimas que, segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região, são 131.

A ação beneficia apenas as famílias desses 131 trabalhadores porque eles eram ligados diretamente à Vale, e a ação foi impetrada pelo sindicato.

Na decisão, a juíza falou em culpa de "grau gravíssimo" da Vale.

 

“Considerado na natureza do bem ofendido e que o dano-morte decorre da própria ofensa, é impertinente pesquisa envolvendo intensidade do sofrimento ou da humilhação, possibilidade de superação física ou psicológica, os reflexos pessoais e sociais da ação ou da omissão, a extensão e a duração dos efeitos da ofensa, as condições em que ocorreu a ofensa ou o prejuízo moral, ocorrência de retratação espontânea, o esforço efetivo para minimizar a ofensa e o perdão, tácito ou expresso e o grau de publicidade da ofensa. A culpa é em grau gravíssimo”, define.

 

Procurada pela TV Globo, a Vale disse que "é sensível à situação dos atingidos pelo rompimento da barragem B1 e, por esse motivo, vem realizando acordos com os familiares dos trabalhadores vítimas desde 2019, a fim de garantir uma reparação rápida e integral".

Leia a resposta na íntegra:

"A Vale é sensível à situação dos atingidos pelo rompimento da barragem B1 e, por esse motivo, vem realizando acordos com os familiares dos trabalhadores desde 2019, a fim de garantir uma reparação rápida e integral. As indenizações trabalhistas têm como base o acordo assinado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho, com a participação dos sindicatos, que determina que pais, cônjuges ou companheiros(as), filhos e irmãos de trabalhadores falecidos recebem, individualmente, indenização por dano moral. Há, ainda, o pagamento de um seguro adicional por acidente de trabalho aos pais, cônjuges ou companheiros(as) e filhos, individualmente, e o pagamento de dano material ao núcleo de dependentes. Também é pago o benefício de auxílio creche no valor de R$ 920 mensais para filhos de trabalhadores falecidos com até 3 anos de idade, e auxílio educação no valor de R$ 998 mensais para filhos entre 3 e 25 anos de idade. Por fim, é concedido plano de saúde vitalício aos cônjuges ou companheiros(as) e aos filhos até 25 anos. Desde de 2019, já foram firmados acordos com mais de 1,6 mil familiares de vítimas. Entre indenizações cíveis e trabalhistas, já foram pagos mais de R$ 2 bilhões.

 
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
    
 
01   BATOM DE CEREJA
Israel e Rodolfo
02   TAPãO NA RABA
Raí Saia Rodada
03   ESQUEMA PREFERIDO
Barões da Pisadinha
04   DESPEDIDA DE CASAL
Gustavo Mioto
05   FACAS
Diego & Victor Hugo, Bruno & Marrone
06   QUERO VER é ME ESQUECER
Barões da Pisadinha feat Jorge
07   VOCê NãO VALE
Felipe Araujo
08   FOI Pá PUM
Simone e Simaria
09   CORAçãO NA CAMA
Hugo e Guilherme
10   SIGILO
Guilherme e Benuto.
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!