1
2
3
 
 
 
  Programação Normal
PlayList
 
 
publicidade lateral
 
Uma boa tarde...
Ednete Almeida - Fortaleza/CE
24/05/2021 - 15:06
-----------------------

Boa tarde, um alô especial para Difusora Cristal...
Adriana - Quixeramobim/CE
06/05/2021 - 15:36
-----------------------

Bom dia a todos da Difusora Cristal, ótimo programa, estou sempre ligado! ;)...
Reinaldo Alves - Quixeramobim/CE
30/04/2021 - 10:03
-----------------------

Sou ouvinte da Difusora Cristal, a melhor da região!...
Aurenice - Quixeramobim/CE
26/04/2021 - 11:35
-----------------------

Bom dia Getúlio, tudo bem meu amigo, Aki ouvido os anos carregados, se for possível toda Nilton Cesar, a namorada que sonhei, obrigado, boa Páscoa, fica com Deus....
Junior Sousa - São Paulo/São Paulo
04/04/2021 - 8:40
-----------------------

Estou aqui no sofá assistindo vcs ao vivo Ouvindo esse hino maravilhoso Ofereço todos São Belnt o Veneza a todos vcs paróquia um abraço...
Goret - Jundiaí/São Paulo
14/03/2021 - 12:00
Resposta: Agradecemos a participação !
-----------------------

------------------------

» Enviar recado

» Ver todos os recados
 
publicidade lateral
 
 
« Voltar



O União Brasil – partido resultado da fusão do DEM e o PSL – ficou com R$ 782 milhões do Fundo Eleitoral neste ano. Para esta eleição, os partidos receberão R$ 4,9 bilhões para usarem na campanha dos seus candidatos. O valor repassado aos partidos é o maior da história desde que o fundo foi criado em 2007. Os recursos destinados (ver tabela abaixo) a cada uma legenda foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira (15).

Após o União Brasil, o partido que mais deve receber recursos é o PT, com R$ 503 milhões. Em seguida, o MDB, com R$ 363 milhões, e o PSD, com R$ 349 milhões. O Progressistas ficou com R$ 344 milhões. Esses partidos abocanharam quase 50% do fundo, mas os valores só poderão ser gastos depois que forem definidos critérios de aplicação.

“Esses critérios devem ser aprovados pela maioria absoluta dos membros do órgão de direção executiva nacional e precisam ser divulgados publicamente”, disse o TSE. O critério para recebimento dos recursos envolve questões como a representação de cada partido no Congresso, votos obtidos na última eleição e proporção dos partidos em sua bancada no Senado. O Novo abriu mão dos recursos do Fundo Eleitoral.

 

(Do Congresso em Foco / Foto: Reprodução)

 



 
publicidade lateral
 
Acompanhe-nos através de suas redes sociais favoritas:
  
 
Nenhuma enquete ativa para exibir!
 
 
publicidade lateral